Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Borboleta

por aesperaparavoar, em 31.05.15

Sou uma borboleta. Não tenho asas, mas, tenho sonhos. E os meus sonhos são asas que me faltam para voar. É neles que me apoio, são eles que me lançam nos meus voos. Voar sem asas não é fácil, mas, termos um sonho e quererermos  muito concretizá-lo torna-nos capazes de o fazer. Basta querer, e acreditar. Arriscar sem receio de cair. Ir. Voar. Sair do casulo que por vezes nos aprisiona.

Sou uma borbeleta. Aos poucos vou voando para longe, dos medos, das inseguranças, das incertezas, e vou chegando cada vez mais perto de lugares que, julgo eu, todas as borboletas deveriam poder conhecer.

Sou uma borboleta. Tenho em mim as paisagens mais belas, mas também outras menos bonitas. As paisagens mais tristes tornam-me mais resistente e motivam-me a ter fôlego para voar para outros sítios, mais calmos, mais coloridos, mais encantados. 

Sou uma borboleta. Não gosto que me prendam, que me impeçam de voar. Sou filha do mundo e pertenço-lhe. Tirando isso, não sou de ninguém. Gosto da liberdade que a vida me concedeu. 

Sou uma borboleta. Não tenho asas, mas, tenho força para lutar e persistência para não desistir. A vida ensinou-me que as nossas faltas se compensam com muito esforço e que esse esforço acaba sempre por nos encaminhar para o lugar onde tanto queremos chegar. 

Sou uma borboleta. Não tenho asas, mas, mesmo assim, eu sei que sou capaz de voar. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:44


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Fernando Mota a 03.06.2015 às 19:32

Estas palavras foram-me repetidas ao ouvido da alma uma e outra vez, até eu me concentrar na instrução. Passado algum tempo a minha pulsação abrandou e os pulmões abriram-se. As manchas da minha visão começaram-se a dissipar-se.

Fernando Mota
Imagem de perfil

De aesperaparavoar a 03.06.2015 às 20:33

Olá Fernando! Muito obrigada pelo seu comentário que me roubou um sorriso!
Um beijinho,
Ana Filipa
Sem imagem de perfil

De Fernando Mota a 03.06.2015 às 21:02

Ana Filipa,

Todos escondemos os nossos sorrisos até que um estranho chega no meio de um nada e deixa-o voar, sair dentro da tua boca e abrir-se como as tuas asas.
Se eu roubei o teu sorriso da tua boca e fi-lo com que ele voasse, acredita que essa é a minha, ou melhor, foi a minha principal missão e a minha necessidade de deixá-lo ou deixar-te a continuar a voar.
Se tiveres um tempo, para ler esta e uma outra mensagem que te enviei para o teu Facebook, na esperança que respondas a minha mensagem.
Também, tenho esperança que, um dia destes, possa ler os teus dois livros, para permitir sonhar que estou a voar nas tuas palavras e possa juntar as palavras no teu sorriso.
Vou ler os teus dois livros, assim que me for possível, na esperança de ver o teu sorriso assinado em cada um deles. Não quero dedicatórias nem dedicação, apenas um sorriso desenhado na minha alma, na minha visão, enfim, em todos os meus sentidos.

Para terminar, escrevo estas últimas palavras:
Por vezes, a força e a coragem não estão nas coisas grandes.
Por vezes, a coisa mais corajosa que podemos fazer é dar valor àquilo que temos e sermos positivos em relação ao que faz de nós pessoas com sorte. É fácil e normal ter medo da vida. É muito mais difícil amarmo-nos com as coisas boas, apesar das más, e avançar para o futuro como um guerreiro todos os dias.
Para a minha família e amigos: eles são os guerreiros mais fortes que conheço.

Um Beijinho,
Fernando Mota
Imagem de perfil

De aesperaparavoar a 03.06.2015 às 21:47

Obrigada, mais uma vez!
Ana Filipa

Comentar post



A blogger


Os meus livros


Pensamento da semana


Leituras do momento


O blogue no facebook


As nossas visitas



Algumas parcerias




Deixe-me a sua mensagem

Web Analytics

O que já está para trás

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D