Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Acredita

por aesperaparavoar, em 05.02.17

O teu caminho nem sempre será fácil, nem sempre será tão previsível como planeavas ou tão claro como gostarias. Vão existir dias bons e dias maus, imprevistos de última hora e decisões difíceis de tomar, bem como escolhas que terás de fazer. Nunca sabes realmente o que te espera, mas, podes sempre fazer tudo o que estiver ao teu alcance para seguir um rumo, aquele que desejas, que sentes que é o melhor para ti, aquele que te enche o peito de alegria e que faz os teus olhos brilharem. Vai, sem medos, sem pensares demasiado, sem muitos planos. Vai ao encontro do que te faz feliz. Não permitas que te digam que não és capaz, que não és suficiente, porque tu podes muito mais do que imaginas, porque, se fôr mesmo para ser será, porque a vida arranja sempre uma forma de se ajeitar e porque tu tens forças guardadas onde nem sequer nunca imagináste que as poderías ter. Tu és capaz. Acredita. Vai, não desistas de ti. 

 

Resultado de imagem para caminhos tumblr

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:14

Atreve-te a sonhar, mas não fiques por aí…

por aesperaparavoar, em 31.07.15

Um dia nós sonhamos e esses sonhos parecem-nos impossíveis. É como se vivessem no horizonte onde não temos a capacidade de chegar. Nós acreditamos nisso e vamos ficando, vamos-nos conformando em vez de lutar.

Com o passar do tempo esses sonhos vão ficando guardados, no coração, na memória, na vida que ficou por existir. Esperam. Esperam apenas uma oportunidade. Eles esperam que acreditemos neles, que os deixemos voar do casulo e acontecer. E por vezes somos nós que aprisionamos os nossos sonhos sem nos apercebermos, sem nos darmos conta que o impossível é apenas a desculpa que o nosso subconsciente arranja para nos poupar de lutar, de nos desafiarmos, de persistirmos, quando, na verdade, tudo isso é vida e faz parte dela. 

Atreve-te! Atreve-te a sonhar, mas não fiques por aí…

Ouve, não esperes nada de ninguém, nem que alguém faça por ti aquilo que tens de ser tu a fazer. Ninguém vai tomar certas decisões por ti. E esta é uma decisão que tens de ser tu a tomar.

Ouve, não desistas de ti. Não fiques à espera de chegar a algum lugar se tu própria insistes em ficar presa. Arrisca, e vive! Vive a vida que anseias viver. Desprende-te do passado, das memórias que insistem em deitar-te abaixo, dos comentários infelizes que ouviste, das lágrimas que choraste tantas vezes ao adormecer. Foi tudo uma lição. Foi graças a isso que hoje és forte o suficiente para mudar o rumo de uma história que não queres que seja a tua.

Ouve, eu sei que és capaz. Acredita em ti, porque tu és capaz. É incrível a força que temos dentro de nós e não sabemos. O poder que a nossa mente tem e ao qual não damos valor por não acreditarmos. Por isso, usa essas tuas capacidades. Arrisca. Nunca é tarde demais, sabes?!

E só mais uma coisa, não dependas de ninguém para ser feliz. Aprende primeiro a sê-lo sozinha e depois sim, partilha essa felicidade com quem te faz bem, com quem te ama e com quem tu amas. E sempre que tudo parecer estar a desabar de novo, sempre que o mundo parecer estar contra ti, ou até mesmo, sempre que te esqueceres do caminho a seguir, pára! Pára por uns instantes e pensa. Lembra-te, "desistir" é uma palavra que para ti não existe. E tu és mais forte do que imaginas, caramba, és uma lutadora!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:15

Desafios

por aesperaparavoar, em 14.09.14

Amanhã começa um novo desafio para mim. Uma nova etapa, uma nova prova que espero superar. Quando começo uma coisa gosto de a concluir, e da melhor maneira possível, por isso espero que este novo ano lectivo corra pelo melhor. Estou certa que esta não será apenas mais uma etapa, creio que este pode ser um ano com muitos desafios, e eu gosto de desafios. Apesar de tudo, lá vou eu ter de me desdobrar em afazeres, escolher prioridades e tentar manter o tempo sob controlo, se é que isso é possível, porque ele passa a voar! Ainda há tão pouco tempo estava a entrar para o 5º ano e hoje, 7 anos depois, já me falta tão pouco para terminar este ciclo. E quando der por isso já passou, portanto, é melhor aproveitar cada momento, cada experiência, porque no fim é tudo isso que fica, e não se esquece. E que neste ano eu me consiga superar, em tudo, e consiga demonstrar a mim própria que sou boa a vencer desafios.

Este não vai ser fácil, mas se o fosse não chegava a ser "um desafio".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:08

Um pouco de mim...

por aesperaparavoar, em 26.07.14

Hoje falo-vos um pouco de mim. Há um mês atrás fiz 16 anos, todos diferentes, passados com um sorriso, pequeninos quando comparados com aqueles que ainda espero viver. Gosto muito deste dia, 26. O 2 é o meu número favorito e o 6 o número da sorte, embora nem sempre ela esteja do meu lado.

Cresci por entre brincadeiras inventadas e o ar puro da quinta da minha avó. E fui muito feliz. Não fosse hoje dia dos avós, aproveito para partilhar que os meus sempre foram pessoas muito especiais e presentes na minha vida. 

Com o tempo aprendi o valor dos afectos, e percebi que nem todas as pessoas nos fazem bem, algumas só se cruzam connosco para testar a nossa capacidade de ultrapassar os obstáculos, e de o fazer com um sorriso no rosto. Ainda hoje me acontece ter algumas desilusões por acreditar que as pessoas são algo que mais tarde demonstram não ser. Talvez a culpa seja minha que deposito expectativas nelas, ou então não, não sei.   Mas eu vou crescendo, um dia após o outro, sempre com vontade de concretizar sonhos (uns de menina, outros de agora), nem sempre estou como quero, também tenho dias difíceis, inseguranças e fraquezas, mas nada melhor para os ultrapassar do que força de vontade, persistência e acreditar que é possível, porque é.

 

_K6R2556.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:57

Perguntas à espera de resposta

por aesperaparavoar, em 22.07.14

Pergunto-me várias vezes porque insisto em certas coisas mesmo sabendo que elas não me vão levar a lado nenhum. Uns dias acho que é a isso que se chama "lutar", outros interrogo-me se não estarei a confundir o conceito de luta com outros menos felizes. Acho, e mais do que isso, sinto que o tempo e a vida me tornaram um pouco mais amarga, não me roubaram a esperança nem o sorriso, mas já me mostraram muitas coisas que eu preferia não ter visto nem ouvido. Talvez por isso me tenha tornado mais insegura. Cada vez mais vou descobrindo tudo o que não quero para mim, e embora eu possa ter algumas dúvidas quanto ao que quero, sei bem o que não quero. Neste momento sinto que me falta aprender a viver sem deixar que a vida me deite abaixo, e continuar a lutar sempre, por mim e por aquilo que quero e em que acredito. E assim será...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:44


A blogger


Os meus livros


Pensamento da semana


Leituras do momento


O blogue no facebook


As nossas visitas



Algumas parcerias




Deixe-me a sua mensagem

Web Analytics

O que já está para trás

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Posts mais comentados