Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




É (quase) Natal !

por aesperaparavoar, em 21.12.15

Confesso que sou daquelas pessoas para quem o Natal começa assim que se vê terminar Novembro, que as ruas se enchem de cores e enfeites, assim que o frio se faz sentir juntamente com o deliciosao sol de Inverno, e se começam a ouvir músicas de Natal por toda a parte. O Natal enquanto quadra festiva começa aí, mas, o espiríto de Natal está presente em mim o ano inteiro. Gosto imenso de dar e de receber, e não falo (só) de presentes, longe disso, falo do mimo de quem me ama, do aconchego, dos abraços que me confortam e do colo que me embala, do calor humano, de estar rodeada dos meus, do amor e do carinho, dos sorrisos e das gargalhadas, das conversas, das brincadeiras, daquilo que dinheiro nenhum pode pagar ou substituir. Esse é, cada vez mais, o significado que encontro no Natal. Crescer faz-nos perceber que grande parte das vezes somos mais felizes a dar do que a receber. E por vezes este "dar" envolve apenas tempo, dar do nosso tempo aos outros, partilhar, estar presente. 

As campanhas de ajuda a pessoas carenciadas multiplicam-se durante este período, diz-se que no Natal as pessoas estão mais recetivas a ajudar. Embora não possa deixar de concordar, creio que seria importante lembrarmo-nos destas pessoas o ano inteiro. E se por um lado me custa saber que há pessoas que passam o Natal sozinhas e muitas até distribuídas pelas ruas deste mundo, custa-me ainda mais pensar que são tantas as que além do Natal vivem assim os restantes dias do ano. Portanto, é importante que deixemos de ser indiferentes a esta situação. Com pequenos gestos, e com vontade, é possível dar e estas pessoas um pouco mais do que têm e sobretudo, a esperança de um futuro melhor. Às vezes basta tão pouco, e nós esquecemo-nos disso, às vezes é só preciso sairmos da nossa zona de conforto, mas não nos dispomos a isso. 

Neste sentido, os meus votos são para que vivamos não só esta época mas também a nossa vida com esperança e muito amor, sabendo dar valor às pequenas coisas (que por vezes fazem toda a diferença) e com vontade de dar aos outros permitindo-nos também receber e, acima de tudo, desejo que vivamos em paz connosco mesmos, porque só assim podemos estar em paz com os outros. Por último, espero que não faltem os sonhos, acompanhados de muita muita força para os concretizar e lutar por eles, e os sorrisos para ajudar a atenuar as dificuldades e os obstáculos da vida.

Desejo a todos os leitores do blogue, um feliz Natal!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:39


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



A autora


Os livros


Pensamento da semana


Livro do momento


Deixe-me a sua mensagem

O que já está para trás

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D