Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A viagem

por aesperaparavoar, em 13.08.15

Olho para trás num retorno ao meu passado. Não sou refém do  passado, mas foi ele que ditou muito do que sou. Foi nele que me construí e é a bagagem que trago comigo. Uma mala recheada de coisas boas e menos boas. Algumas verdadeiramente infelizes, mas foram sobretudo essas que me obrigaram a conhecer a força que tenho dentro de mim. Foi graças aos momentos difíceis que aprendi a dar mais valor aos pequenos gestos, às palavras ditas em silêncio, muitas vezes através do olhar, e claro, dos sorrisos, das gargalhadas genuínas que a vida nos permite.

É passado, inclui umas coisas melhor resolvidas do que outras, mas as pontas soltas vão sendo rematadas com o tempo, ou então, vão-se desapegando da malha, ainda assim, de vez em quando não resisto... perco-me nas  memórias de uma menina que, embora insegura, sempre soube muito bem o que queria. Uma viagem que acaba por nunca ser breve, não ouvessem tantas questões suspensas pelo passar do tempo, pelo que ficou por dizer ou fazer, e até pelas pessoas que por um ou outro motivo foram saíndo da nossa órbita. As lembranças, só por si, fazem-me parar e por momentos quase que volto a ser aquela menina outra vez. E o passado torna-se presente... O cheiro da terra remexida e os pés pretos de andarem descalços. O sorriso desinteressado de quem levava uma vida descomplicada. O brilho no olhar e a vontade de estar constantemente em movimento. O desconhecimento dos problemas e da sua dimensão. A inquietude de quem tem uma vida pela frente e sonhos para concretizar. A ingenuidade de quem ainda acredita em contos de fada, embora sempre tenha desconfiado deles. O desejo desenfriado de viver simplesmente porque a vida é bela. 

Saudades? Tenho muitas, mas não voltava atrás! Já vivi, já senti, já cheirei e saboreei. Já tive, já fui. Já passou. É claro que há sempre uma tendência de querer voltar e mudar as coisas, mas não é assim que a vida funciona, muito menos depois das nossas escolhas e decisões já terem influenciado tudo o que veio a seguir. É esse o desafio. Viver, com tudo o que isso implica.

Agora sigo o caminho para o qual a vida me foi encaminhando e que eu própria fui traçando, em parte. Um pouco daquela menina continua vivo em mim, o resto, vem na mala. E fora as lembramças, continuo em viagem, pela vida. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:20

As pessoas que gostam de nós

por aesperaparavoar, em 17.05.15

Este é um post que já andava para partilhar à algum tempo. Na vida cruzamo-nos com muitas pessoas, óbviamente identificamo-nos mais com umas do que com outras, ou não fossemos todos diferentes. A questão dos afetos é, muito provalvelmente, a mais delicada de todas. Mesmo sem nos apercebermos muitas das coisas que fazemos e especialmente como as fazemos partem da forma como as vemos e dos sentimentos que elas despertam em nós. Desde que nascemos que estamos (ou assim é comum) rodeados de pessoas. Começamos por conhecer uma família e, logo aí, existem familiares com quem temos mais afinidade do que outros. Costumo dizer que há familiares que o são sem nunca o terem sido. Mesmo dentro de uma família há pessoas tão distantes de nós, algumas que só vemos de ano a ano ou outras que vemos de vez em quando e quase que agimos como se nos fossem desconhecidas, tal é a falta de confiança e de laços entre nós. À parte da família, temos depois outras pessoas. Costumo dividi-las em três grupos: os amigos, os conhecidos e os desconhecidos (necessáriamente por esta ordem). Quando eu era pequenina e andava na escola primária eu achava que tinha imensos amigos - talvez na altura até tivesse - e que iríamos todos dar-nos bem para sempre. Com o passar dos anos aprendi que nem todos aqueles que conhecemos são efetivamente nossos amigos. Acho que o conceito de amizade fica muito mais nítido quando começamos a crescer e a perceber que há pessoas que só estão connosco por rotina, e não por gostarem de nós ou se preocuparem connosco, aliás, com algumas delas a situação é exatamente o oposto. 

Um amigo é mais do que um colega que está todos os dias connosco no mesmo espaço e com quem de vez em quando até temos uma conversa mais ou menos superficial. Um amigo é alguém que está connosco nos bons e nos maus momentos, que nos conhece, nos aceita e nos respeita, e em quem sabemos que podemos confiar. Um amigo não precisa de estar connosco todos os dias, a toda a hora, pois há muitas formas de estar presente sem ser preciso estar todos os dias com uma pessoa. E tudo isto faz a diferença. Um amigos preocupa-se connosco e repreende-nos se tivermos errados. Caminha connosco, gosta de nós. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:59

Uma lição

por aesperaparavoar, em 11.10.14

Aprendi que tudo na vida é uma lição. As gargalhadas, os olhares, as conquistas, os momentos de felicidade, mas também as lágrimas, as desilusões, as derrotas e os momentos de perda e de tristeza. Tudo na nossa vida nos molda, nos constrói, e nos torna quem somos. Eu acredito que tudo na vida é mais do que um acaso, e serve para que aprendamos a ver as pessoas, o mundo, e tudo à nossa volta de uma forma muito própria, muito nossa, de acordo com aquilo que já vivemos e experienciámos. Também por isso o mesmo assunto gera opiniões tão diferentes, as mesmas palavras causam diversas reações, e o mesmo sentimento é vivido de formas tão distintas. E não há ninguém igual, porque ninguém tem a capacidade de ver exatamente o que nós vimos e como vimos, de sentir e experienciar aquilo que nós já sentimos e vivemos, nem de ouvir o que já ouvimos, cheirar, tocar ou saborear as mesmas coisas que nós. Por isso somos tão únicos, por isso a vida é tão subjetiva, por isso é que ninguém nos pode ensinar a viver nem viver por nós. Por isso a vida é uma dádiva, e devemos aproveitá-la ao máximo.

 

muchtalk:glow||blackwave

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:53


A autora


Os livros


Pensamento da semana


Livro do momento


Deixe-me a sua mensagem

O que já está para trás

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D